5 boas desculpas para pedir comida por delivery

A praticidade e a comodidade são temperos essenciais para quem ama comer, mas também ama poder pedir uma comida gostosa, fresquinha e com um bom preço no conforto de casa! Pensando nisso, listamos 5 bons motivos para você se jogar no delivery!

Falando em delivery, conheça um pouco mais sobre o aplicativo Apptite! Acesse o site ou confira na Apple Store ou Google Play.

Apptite, estamos sem palavras! Nossa eterna gratidão ao melhor aplicativo de delivery EVER!

Nós adoramos a matéria!

clique aqui e confira os principais motivos pelos quais amamos delivery!

Blog TudoGostoso 13/02/2017 _ por Daphne Caputo

Conexão com o apetite

Que tal iguarias exclusivas na ponta dos dedos? Novo app aproxima quem valoriza sabores raros de cozinheiros que fazem um trabalho artesanal e para poucos. É claro que será sempre melhor servir nas refeições pratos preparados por nós mesmas. Mas a verdade é algumas vezes isso não é possível. Entretanto, diante da geladeira vazia ou da falta de disposição para preparar uma receita, as opções não são muitas. E, do ponto de vista nutricional, todas perigosas. Se de um lado temos os alimentos processados, de outro temos o delivery de pizza ou comida chinesa.

 

Agora, com um novo aplicativo, o final desta história não precisa ser tão previsível – nem tão triste. O Apptite conecta sua vontade de uma comida caseira com a solução. Que vem na forma de pequenos negócios, conduzidos com enorme amor.

Depois de serem selecionados, os cozinheiros, muitos sem pontos de venda, cadastram suas receitas e esperam os pedidos. Que, em alguns casos, devem ser feitos com antecedência. Afinal, não estamos lidando com fábricas.

Ao invés de uma praça de alimentação na ponta dos dedos, são artesãos gastronômicos, que cozinham em pequena escala e com ingredientes frescos. E tudo a seu tempo.

Segundo a divulgação do serviço, “nossos chefs saem de férias, respeitam a sazonalidade dos ingredientes e o ritmo da vida real”. Ou seja, como comida de verdade deve ser.

Atualmente, são mais de 200 profissionais cadastrados, representantes de inúmeras culinárias, regionais ou internacionais.

São opções que vão de acarajé a boeuf bourguignon de vitelo. Ou o bolo com cerveja Guinness feito pelo chef Marcelo Brandão (R$ 25), na foto acima. Em média, os pratos custam cerca de 35 reais. Por enquanto, o serviço funciona apenas na capital paulista.

A partir de julho de 2017, a app também estará disponível para o Rio de Janeiro.

LucianaDiniz.com / 07/11/2016  (Veja matéria original aqui)

Empanada de carne da Chef Greta Schnell

Massa saborosa, fina e crocante, com recheio delicioso e suculento. Feita com entrecot super macio, contato em pequenos cubinhos salteados com manteiga de garrafa e temperadas com cebola roxa e alho, regados com caldo de carne caseiro, uva passa, azeitona e ovo cozido.

ingredientes massa

  • 350g farinha de trigo
  • 40g manteiga
  • 200ml agua
  • Sal

ingredientes recheio

  • 300g Entrecot picado em cubos pequenos
  • 2 cebolas roxas
  • 2 col sopa de uva passa
  • 150ml caldo de carne caseiro
  • 2 col sopa farinha de trigo
  • Azeitonas sem caroço
  • Ovo cozido
  • Sal e pimenta do reino

modo de preparo massa

  • Misture a farinha de trigo, o sal e a manteiga ate que toda a manteiga se misture
  • Adicione aos poucos a agua morna e misture até que fique uma massa homogênea e lisa
  • Envolva num papel plástico e deixe descansar até que o recheio fique pronto

modo de preparo recheio

  • Refogue a cebola e o alho
  • Adicione a carne e tempere com sal e pimenta
  • Quando estiver cozida adicione as uvas passas e em seguida o caldo de carne
  • Deixe ferver um pouco e adicione a farinha de trigo para que fique mais consistente
  • Deixe esfriar
  • Porcione a massa e estique com um rolo de macarrão
  • Corte em formato redondo
  • Passe a mistura de gema de ovo e agua com um pincel em volta do disco
  • Coloque o recheio de carne, 1/4 do ovo cozido e 1 azeitona
  • Feche como se fosse um pastel
  • Faça a dobra e passe novamente a mistura de gema de ovo e agua sobre a empanada e leve ao forno pré aquecido a 200•C por 10 minutos ou até dourar

Aplicativo conecta consumidores a chefs e cozinheiros próximos

Guilherme Parente, sócio do Apptite | Foto: Danilo Verpa/Folhapress

Guilherme Parente, sócio do Apptite | Foto: Danilo Verpa/Folhapress

A proposta do Apptite, aplicativo que conecta consumidores a cozinheiros e chefs próximos, é oferecer comida artesanal, feita sob demanda e em pequena escala.

"Levamos o prato feito com ingredientes frescos da cozinha do chef diretamente para a mesa do cliente", afirma Guilherme Parente, um dos sócios da empresa.

Segundo Parente, são cerca de 12 mil usuários e 200 fornecedores, a maior parte concentrada nas regiões sul e oeste de São Paulo.

Pequenos fabricantes de molhos, massas e cervejas artesanais também oferecem seus produtos na plataforma.

A empresa cobra 15% do valor do prato ou do produto do fornecedor. Já o frete é cobrado do consumidor.

Lançado em fevereiro deste ano, o Apptite está disponível para Android e iOS e já vendeu cerca de 4 mil pratos nesses moldes. Ele deve movimentar, até o fim de outubro, quase R$ 120 mil.

A empresa quer agora aumentar a oferta de pratos em São Paulo e expandir os negócios para uma nova capital no próximo semestre. O destino mais provável, diz Parente, é o Rio de Janeiro.

FOLHA DE S. PAULO / São Paulo, 30/10/2016 (veja a matéria original aqui)

App surge como primeiro marketplace de comida artesanal do Brasil

Em oito meses de atuação, o aplicativo conta com 8 mil usuários, 500 chefs cadastrados e uma média atual de 150 pedidos semanais

Em oito meses de atuação, o aplicativo conta com 8 mil usuários, 500 chefs cadastrados e uma média atual de 150 pedidos semanais

Ao acessar o Apptite, os usuários encontram as mais variadas opções de pratos salgados e doces, sugeridas por geolocalização, e executadas por chefs e cozinheiros que possuem receitas para compartilhar. A ideia, mais do que um simples aplicativo relacionado à gastronomia, é estimular a economia criativa divulgando o trabalho de pessoas que gostam de cozinhar e dando a elas a oportunidade de levantarem uma renda extra.

Para Vivien Mazziotti, chef cadastrada na plataforma, a venda de produtos pelo aplicativo garantiu um aumento em sua renda, sem interferir drasticamente em seu volume de trabalho.

“Em agosto, eu vendi 45 pratos e tive complemento de R$ 1.500 no meu ganho mensal. Isso tudo sem mudar muito a minha rotina de trabalho, já que o aplicativo permite que eu defina a antecedência da produção, o que é ótimo para mim”, explica.

Para utilizar, um cadastro deve ser feito no aplicativo, com dados pessoais e do cartão de crédito. Em cada acesso, o geolocalizador identifica a sua localização e mostra as ofertas do dia mais próximas. O usuário também pode fazer a busca pelos tipos de pratos ou chefs participantes.

Cada produto é cadastrado com uma quantidade limitada de unidades, o que garante a eficácia do processo, já que por se tratar de comida artesanal, os cozinheiros trabalham apenas com a quantidade que podem atender. Além disso, o aplicativo permite que o usuário planeje a sua compra com antecedência e consiga reservar pratos para diversas ocasiões, como eventos, reuniões e aniversários.

Os produtos estão divididos nas categorias refeições, doces e sobremesas, pães e bolos e empório. Para aprofundar a busca, o usuário pode usar filtros: pratos individuais, pratos para duas ou mais pessoas, cerveja artesanal, congelados, entradas, antepastos e aperitivos, integral, molhos, orgânicos, saladas, sanduíches, sem glúten, sem lactose, sopas, vegan, vegetarianos e zero açúcar.

Após a seleção do item, há a opção de retirada no local ou pelo serviço de courier, selecionando entre as opções de horários disponíveis na tela. A próxima etapa é confirmar o pagamento e acompanhar o pedido. Com o produto em mãos e depois do consumo, o usuário pode avaliar sua experiência pelo aplicativo, dando estrelas para os quesitos: sabor, apresentação e custo-benefício.

Em oito meses de atuação, o marketplace conta com 8 mil usuários, 500 chefs cadastrados e uma média atual de 150 pedidos semanais, números que configuram um faturamento de R$ 20 mil mensais. Até o final do ano, a expectativa é que a startup chegue a 400 vendas por semana, 30 mil usuários cadastrados e 2 mil chefs.

Por Lucas Bicudo  - Lucas Bicudo é repórter do Portal StartSe - 25 de novembro de 2016

Fonte: www.startse.com.br

 

Frango assado com ervas e couscous marroquino da chef Vivien

Coxa e sobrecoxa de frango marinadas com ervas frescas e amassadas acompanhada de couscous marroquino com legumes e fruta seca. Aquele almoço pode ser mais do que gostoso, né? Então, faça você mesmo ou peça pelo Apptite.

ingredientes - frango

  •  2 coxas e sobrecoxas com osso;
  • Suco de 1 limão;
  • 1 colher de sobremesa de alecrim fresco, picado grosseiramente;
  • 1 colher de sobremesa de tomilho fresco, picado grosseiramente;
  • 1 colher de sobremesa de manjericão fresco, picado grosseiramente;
  • Sal e pimenta do reino a gosto; 
  • Azeite de oliva extra virgem o quanto baste.

ingredientes - couscous

  • 1 xícara de couscous (cuscuz) marroquino;
  • 1 cenoura média;
  • 1 berinjela média;
  • 1 pimentão vermelho pequeno;
  • 1 abobrinha italiana média;
  • 1 talo de alho poró (só a parte branca);
  • 1 colher de chá de cebola roxa;
  • 1 colher de sopa de uvas-passas sem semente;
  • 1 colher de chá de gengibre ralado;
  • 1 colher de chá se raspas de limão;
  • 1 colher de chá do tempero Harissa;
  • 1 colher de sopa de manteiga;
  • 1 xícara de caldo de legumes sem sal;
  • 4 colheres de azeite de oliva extra virgem;
  • Sal a gosto.

modo de preparo - frango

  • Em um bowl, faça uma marinada com: limão, alecrim, tomilho, manjericão, sal e pimenta do reino.
  • Deixe as pernas descansando na geladeira pelo menos por 1 hora.
  • Num refratário, acomode o frango com a marinada, regue com o azeite de oliva e asse por 45 minutos a 260C.

modo de preparo - couscous

  • Leve o caldo de legumes ao fogo até ferver, acrescente metade da manteiga e desligue. 
  • Acrescente o couscous e misture, deixe descansar por 5 minutos tampado.
  • Com um garfo solte os grãos delicadamente e reserve.
  • Lave bem todos os legumes e corte em quadrados pequenos, despreze as sementes da abobrinha e a polpa da berinjela.
  • Numa panela refogue no azeite de oliva e na manteiga que sobrou, os legumes seguindo a ordem dos mais duros primeiro, a cenoura e por último a abobrinha.
  • Agora as uvas-passas, a harissa, o couscous e acerte o sal.
  • É uma preparação rápida porque devemos sentir os legumes, a fruta seca e a sêmola "al dente".

Falso Pão de Queijo da Chef Tess Abreu

Excelente para quem não pode com a lactose do queijo! Esse falso pão de queijo tem o sabor idêntico ao pão de queijo tradicional e é uma ótima opção de aperitivo!

ingredientes

  • 500g de polvilho azedo
  • 580g de batata doce
  • 6g de sal
  • 150g de azeite
  • 100g de chia
  • 10g de ervas

modo de preparo

  • Misture todos os ingredientes
  • Leve a geladeira por 30 minutos
  • Forme bolinhas de 30g
  • Coloque 10 bolinhas em cada porção

Pizza de Tartufona do Chef Gianluigi

Uma pizza bianca (sem molho de tomate) clássica da gastronomia do norte da Itália, na região das montanhasdurante o inverno. 

ingredientes - massa

  • 900 gr de farinha 5 Stagioni per pizza
  • 500 ml de água
  • 5 g de fermento fresco
  • 25 g de sal marinho
  • 30 ml de azeite extravirgem

ingredientes - recheio

  • 150 gr de mozzarella Búfala
  • 50 gr de funghi porcini
  • 1 colher de chá de Crema di tartufo nero
  • Lâminas de Grana Padano

modo de preparo 

  • Dividir a massa em 4 porções iguais
  • Bolear com movimentos firmes circulares
  • Embalar num papel filme
  • Levar à geladeira por 24 horas
  • Retirar o filme e fermentar por 4 horas
  • Abrir em movimentos circulares delicados
  • Levar ao forno de lastro a 330ºC por 3 minutos

Biscoito de polvilho com gergelim negro da Chef Zazá

Crocante, leve e gostoso! Vai bem no seu café da manhã ou até mesmo com uma cervejinha! Ficou com vontade? 

ingredientes

  • 500g de polvilho azedo
  • 35g de linhaça
  • 20g de gergelim branco
  • 20g de gergelim preto
  • 15g sal
  • 70g de guee
  • 300ml de agua

modo de preparo

  • Demolhar a linhaça por 2 horas, e misturar com o polvilho azedo, gergelim preto e branco e o sal.
  • Aquecer a água com a guee e misturar até ficar com uma consistencia de mingau.
  • Colocar no saco de confeitar.
  • Esticar em uma assadeira, não precisa untar. Assar em forno pré-aquecido a 200ºC por 15 minutos ou até que fique dourado.

Brownie de pistache e doce de leite da Chef Bia Diniz

Pra quem ama brownie, fica essa dica deliciosa! A chef Bia Diniz ensina a fazer sua receita de dar água na boca! 

ingredientes

  • 125g de chocolate meio amargo 
  • 100g de açúcar 
  • 60ml de óleo de canola 
  • 2 ovos 
  • 50g de farinha 
  • 15g de cacau em pó
  • 3 clh de pistache moído 
  • 200g de doce de leite 

modo de preparo

  • Pré-aqueça o forno a 170ºC
  • Derreta o chocolate com o óleo no micro-ondas de 1 em 1 minuto. 
  • Bata os ovos com o açúcar até dobrar o tamanho. 
  • Mistura a farinha e o cacau com o chocolate derretido. 
  • Adicione nos ovos batidos o creme de chocolate, até ficar homogêneo. 
  • Coloque na forma de fundo falso e por cima jogue o pistache, leve ao forno por 20min. 
  • Quando retirar do forno, espere esfriar recheie com doce de leite por cima do Brownie. 

Varenikes de batata e cebola da Chef Clarice Reichstul

Já provou este prato Polonês? Massa fina e delicada, com recheio delicioso! Se ficou com vontade de comer um prato diferente, já sabe onde encontrar!

ingredientes massa

  • 1 kg de farinha
  • 100 gr de oleo
  • 220 gr de agua quente
  • 2 ovos
  • 20 gr de sal

ingredientes recheio

para 1 kg de batata cozida ou assada:

  • 100 gr de cebola caramelizada
  • sal, pimenta do reino e noz moscada à gosto

Modo de preparo - massa

Misture tudo no multiprocessador. Quando virar uma bola de massa compacta, cubra a massa e deixe descansar por pelo menos uma hora. Abra no rolo ou no cilindro na espessura desejada e corte os discos de massa com um cortador ou um copo. 

modo de preparo - recheio

Recheie os discos de massa com 1 colher de chá de recheio e vá fechando as bordas com firmeza, para que elas não abram na fervura.

Depois de todos os pastéis prontos, cozinhe-os em água fervente por 1 minuto ou até que eles subam à superfície. Se quiser, doure os varenikes cozidos na frigideira com manteiga ou azeite e cubra com cebola caramelizada, bacon fritinho ou creme azedo.

Pudim de leite com fava de baunilha da Chef Bia Diniz

Quem resiste a um pudim de leite cremoso como este, né! Ficou com vontade? Faça você mesmo ou peça pelo Apptite!

ingredientes

  • 250g de açúcar 
  • 250g de leite condensado 
  • 150ml de leite 
  • 3 gemas

modo de preparo

  • Passe as gemas pela peneira, junte o leite condensado, a fava de baunilha e o leite, misture com um batedor de arames e reserve. 
  • Coloque o açúcar na forma, leve ao fogo para fazer um caramelo, unte bem as laterais da forma e despeje a mistura.
  • Asse em banho-maria, a 180 °C, por cerca de 1h30. 
  • Espere amornar e desenforme.

 

Fitas de coco da Chef Zazá

Seu lanche da tarde ou café da manhã ficam mais gostosos com as fitas de coco da Chef Zazá. Sirva com sorvete, iogurte ou mesmo puro!

Ingredientes

  • 1 Coco
  • 30g Açúcar de coco
  • 5g Canela

Modo de preparo

  • Tire as fitas do coco com um mandolini e coloque em uma assadeira. Peneire o açúcar de coco e polvilhe a canela.
  • Pré aqueça o forno a 180ºC e coloque por 5 minutos, ou até que derreta o açúcar. Retire a assadeira e mexa bem as fitas de coco misturando bem o açúcar. Volte ao forno até que fique dourado. Abaixe o forno para 50ºC e deixe desidratar por cerca de 2 horas.

Torta de palmito da chef Bia Diniz

Sabe aquela torta de palmito, cremosa, fresquinha e com a massa deliciosa? Então, essa é a torta! Uma delícia para acompanhar uma saladinha ou comer sozinho mesmo!

Massa

  • 360g de farinha
  • 150g de manteiga gelada em cubos 
  • 180ml de água gelada
  • 1 pitada de sal

Recheio

  • 300g de palmito em cubos 
  • 1 tomate cortado em cubos
  • 1 cebola cortada em cubos 
  • 2 dentes de alho 
  • 350ml de leite 
  • 4 clh de requeijão cremoso
  • 20g de manteiga 
  •  2clh de sopa da farinha 
  • Orégano a gosto 
  • Pimenta do reino 
  • Sal 

Modo de Preparo

Massa

  • Numa tigela grande, misture a farinha com o sal. Acrescente a manteiga e, com as pontas dos dedos, misture até formar uma farofa grossa. Junte a água gelada e amasse até ficar lisa. Modele uma bola, envolva com filme e leve à geladeira por 1 hora. Enquanto isso, prepare o recheio.

Recheio

  • Leve ao fogo médio uma panela média para aquecer. Adicione a manteiga e deixe derreter. Junte a cebola picada, tempere com uma pitada de sal e refogue por cerca de 2 minutos até murchar. Acrescente o alho e mexa por apenas 1 minuto para perfumar. Junte o tomate e misture por mais 1 minuto.
  • Adicione ao refogado o palmito. Deixe cozinhar por cerca de 5 minutos, mexendo de vez em quando, até o palmito estar cozido, mas ainda firme.
  • Polvilhe a farinha de trigo e mexa por cerca de 1 minuto - a mistura de farinha com a manteiga do refogado vai engrossar o recheio. Adicione o leite aos poucos, mexendo bem a cada adição para dissolver os gruminhos de farinha. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Deixe cozinhar em fogo médio, mexendo de vez em quando até engrossar, por cerca de 5 minutos depois que ferver. 
  • Desligue o fogo e misture a requeijão e o orégano. Transfira o recheio para uma tigela e deixe amornar - se estiver muito quente, na hora de montar, a torta pode umedecer e cozinhar a massa.

Bolo de papoula da Chef Clarice Reichstul

Um bolo de papoula original que é feita na casa da nossa Chef Clarice, no coração da Vila Madalena em São Paulo! 

Ingredientes

  • 250 g de semente de papoula
  • Leite, uns dois copos, mais ou menos
  • 250 g de manteiga
  • 500 g de chocolate amargo do bão
  • 250 g de açúcar
  • Um tanto de conhaque (umas 3 colheres de sopa)
  • Baunilha (pode ser essência, mas da original é melhor, né?)
  • Curry
  • Sal
  • Pimenta do reino

Calda para cobrir o bolo

  • 4 colheres de sopa de chocolate em pó
  •  5 colheres de sopa de açúcar
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1/2 xícara de leite
  • Baunilha

Modo de preparo:

  • Deixe as sementes de papoula de molho no leite quente por meia hora. 
  • Coloque em um pano limpo, faça uma trouxa, pendure em uma torneira da pia e deixe entre 15 minutos a meia hora, até escorrrer todo o excesso de leite. Use um pano de prato já velhinho, fininho. Uma fralda também funciona muito bem.
  • Passe a papoula pelo moedor, ela vai ficar com a aparência de uma massa não muito uniforme. (pode ser um moedor de café também, vá fazendo aos poucos). 
  •  Derreta o chocolate com a manteiga (eu faço isso no microondas) e reservar. 
  • Separe as gemas das claras, e bata as gemas com açúcar até o ponto de fita (Sabe quando a gente levanta a batedeira e a melequinha cai, fazendo uma fita? É meio isso, o amarelo das gemas fica claro e parece um tipo de mousse.)
  • Nessa mistura de gemas e açúcar, junte o chocolate com manteiga, a papoula, o curry, uma pitada generosa de sal, bastante pimenta do reino, a baunilha, o conhaque e misture bem até ficar uma massa homogênea. (as quantidades dos temperos meio que são a gosto do freguês)
  • Bata as claras em neve com uma pitada de sal até ficarem bem firmes (você vira a tigela de ponta-cabeça e elas não caem).
  • Vá misturando as claras em neve delicadamente, aos poucos, na massa. Como não se usa fermento nesse bolo, as claras em neve servem para que o bolo não sole, então não pode misturar com muita força, senão as bolhinhas explodem e o bolo murcha.
  • Coloque a mistura numa forma untada com manteiga e farinha (eu uso aquelas formas redondas, que abrem na lateral) e deixe no forno médio (pré-aquecido) entre 180ºC e 200ºC. O bolo está assado quando você começar a sentir um cheiro de chocolate doce pelo ar e, ao espetar um palitinho bem no meio, o palito não sai muito melado, mas fica meio úmido.

Nhoque de batata doce com rúcula ao molho arrabiata do Chef Luciano Félix

Chef Luciano produz massas artesanais em sua própria cozinha na Bela Vista, São Paulo. Essa é uma receita do nhoque de batata doce com rúcula. Faça você mesmo ou peça no Apptite!

 

Molho arrabiata

  • 1 pimentão vermelho picadinho
  • 3 dentes de alho picadinhos
  • 4 tomates sem pele
  • 1/2 cenoura picadinha
  • 1/2 bago de pimenta dedo de moça
  • 1 talo pequeno de salsão picado
  • 1 punhado de salsinha picada
  • 10 ml de aceto balsâmico

Nhoque

  • 3 batatas doces cozidas
  • 1 ovo
  • 100g farinha de trigo (ou amido de milho, se for sem glúten)
  • 50g rúcula picadinha
  • 3 colheres de azeite de oliva
  • sal
  • pimenta 
  • noz moscada

Modo de preparo

Massa

  • Cozinhe e esmague as batatas.
  • Deixe o purê de batata na geladeira por 30 minutos ou até esfriar bem.
  • Tire da geladeira e coloque numa superfície para trabalhar a massa.
  • Adicione a rúcula e um pouco de sal e pimenta do reino. 
  • Adicione 3 colheres de sopa de azeite de oliva e 1 ovo cru. 
  • Adicione uma raladinha de noz moscada.
  • Coloque a farinha de trigo (ou amido, se preferir sem glúten).
  • Misture bem até ficar uma massa homogênea
  • Faça uma cobrinha com a massa e corte em cubinhos.
  • Cozinhe em água fervente por 3 a 5 minutos, ou até que as bolinhas subam.

Molho

  • Processe os tomates pelados.
  • Refogue o alho até dourar.
  • Adicione o pimentão, a cenoura e a pimenta na panela para refogar.
  • Misture a salsinha e o salsão.
  • Adicione o aceto balsâmico e deixe reduzir.
  • Adicione o tomate pelado já processado.
  • Cozinhe até ficar quentinho.