Conexão com o apetite

Que tal iguarias exclusivas na ponta dos dedos? Novo app aproxima quem valoriza sabores raros de cozinheiros que fazem um trabalho artesanal e para poucos. É claro que será sempre melhor servir nas refeições pratos preparados por nós mesmas. Mas a verdade é algumas vezes isso não é possível. Entretanto, diante da geladeira vazia ou da falta de disposição para preparar uma receita, as opções não são muitas. E, do ponto de vista nutricional, todas perigosas. Se de um lado temos os alimentos processados, de outro temos o delivery de pizza ou comida chinesa.

 

Agora, com um novo aplicativo, o final desta história não precisa ser tão previsível – nem tão triste. O Apptite conecta sua vontade de uma comida caseira com a solução. Que vem na forma de pequenos negócios, conduzidos com enorme amor.

Depois de serem selecionados, os cozinheiros, muitos sem pontos de venda, cadastram suas receitas e esperam os pedidos. Que, em alguns casos, devem ser feitos com antecedência. Afinal, não estamos lidando com fábricas.

Ao invés de uma praça de alimentação na ponta dos dedos, são artesãos gastronômicos, que cozinham em pequena escala e com ingredientes frescos. E tudo a seu tempo.

Segundo a divulgação do serviço, “nossos chefs saem de férias, respeitam a sazonalidade dos ingredientes e o ritmo da vida real”. Ou seja, como comida de verdade deve ser.

Atualmente, são mais de 200 profissionais cadastrados, representantes de inúmeras culinárias, regionais ou internacionais.

São opções que vão de acarajé a boeuf bourguignon de vitelo. Ou o bolo com cerveja Guinness feito pelo chef Marcelo Brandão (R$ 25), na foto acima. Em média, os pratos custam cerca de 35 reais. Por enquanto, o serviço funciona apenas na capital paulista.

A partir de julho de 2017, a app também estará disponível para o Rio de Janeiro.

LucianaDiniz.com / 07/11/2016  (Veja matéria original aqui)